Vida Moderna – Como Somos Engolidos Diariamente.

Hoje a grande maioria das pessoas está vivendo no piloto automático. Fazem tudo igual, do mesmo jeito, na mesma hora e devido à nova dinâmica dos tempos atuais, estão sempre correndo contra o tempo.

Com certeza todos nós passamos por períodos assim ou quem sabe até ainda estamos inseridos nessa rotina esmagadora das grandes metrópoles. Fato é que quanto mais os dias passam, mais nós nos vemos atolados de coisas por fazer.

Temos as tarefas e as “ocupações” que na verdade nada mais são do que “distrações” que roubam muito do nosso tempo, dando a falsa impressão de que produzimos muito naquele dia, ou, para alguns, a sensação de ter feito muito e não ter feito nada ao mesmo tempo. O dia acabou e você simplesmente não deu conta do que tinha para fazer.

As armadilhas das redes sociais

Essas distrações vem em forma de mensagens intermináveis de Whatsapp, de visitinhas rápidas (só que não) ao Facebook e em outras redes sociais, parada para um cafezinho e assim vai.

Não sou contra as redes sociais, mas se não soubermos usá-las a nosso favor, passaremos boas horas do nosso dia só entretidos em coisas que além de roubarem o nosso tempo não nos levarão de fato a uma vida melhor.

Essa vida moderna nos proporciona muitos estímulos ao mesmo tempo, tanto visuais como auditivos. Parece uma febre onde você precisa estar fazendo alguma coisa o tempo todo, não importa o que seja.

Diante de tanto “ruído” mental e estímulos externos, será que as pessoas se lembram de que também deveriam dar “ouvidos” ao que vai dentro dela? Será que já pararam para pensar no que realmente é importante para elas em termos pessoais, profissionais, emocionais e até espiritual?

Cada vez menos as pessoas estão parando para pensar nisso e dar uma real atenção a esses quesitos, desperdiçando uma energia preciosa.

 

Correria da Vida Moderna

 

Vivendo no piloto automático

 

A rotina da maioria das pessoas hoje se resume em trabalho, estudo, casa. É claro que entre uma atividade e outra alguns ainda vão colocar mais alguns afazeres, mas em resumo é isso.

Muitos mal tem tempo de fazer qualquer uma das refeições em família, já começam o dia apressados e possivelmente durante todo o dia será assim no trabalho até a volta para casa.

É nessa rotina que nós vamos nos distanciando mais de nós mesmos, da nossa essência, do que realmente somos e queremos fazer.

Claro que essas tarefas e compromissos fazem parte de nossas vidas e continuarão a fazer por um bom tempo. Mas precisamos nos conscientizar das nossas necessidades tanto físicas como emocionais, mentais e espirituais e não abandona-las.

Esses são os quatro pilares de nossas vidas e se algum deles estiver com falta de atenção por nossa parte, entrará em desequilíbrio, tal qual uma cadeira sem uma das pernas ou com parte delas quebradas. Assim ela não nos sustenta, não nos equilibra sobre ela.

Devemos nos organizar de uma forma a colocar “esse tempinho” para nós mesmos, sem que isso se torne uma sobrecarga, mas analisando bem as prioridades e retirando dos afazeres aquilo que não é tão importante assim ou já até perdeu o sentido para você.

Atividades físicas, boa alimentação, meditação (alguns minutos diários), tempo para apreciar a natureza ou brincar com o seu animal de estimação, ter o hábito de ler, receber massagem ou alguma terapia complementar, dedicar tempo à família ou ao parceiro(a), etc, são sugestões do que pode trazer benefícios de toda ordem para quem os praticar.

 

Seu Olhar Interior

 

Por quê Isso é Importante?

Dentro dessa condição atual em que vivemos, temos uma tendência maior a prestar atenção apenas no “lado de fora”, ao cotidiano.

Cumprimos com os compromissos, com as convenções e esquecemos o que é importante para nós. Será que estamos felizes? Será que estamos satisfeitos ou realizados? Será que tudo isso faz algum sentido pra você?

Não basta agirmos como máquinas e apenas fazer aquilo que se espera de nós. Será que estamos atentos para a nossa voz interior sobre aquilo que é bom ou não para nós?

Quando não observamos isso, começamos a adoecer (gripes, resfriados constantes, alergias, estresse, raiva, crise de pânico, etc), que são sinais que o corpo manda para mostrar que tem coisa errada aí.

Todo desequilíbrio que temos sempre começa de dentro para fora – através de pensamentos, sentimentos e emoções em desequilíbrio – que se manifestam em nosso exterior. Quando nos conhecemos melhor, passamos a perceber o gatilho que desencadeia os problemas em nossa vida.

Essa é a minha dica de hoje: Um bom começo é treinar o olhar para dentro de si mesmo. Pare um instante diariamente para refletir o que é realmente importante em sua vida e de que forma adicionar hábitos que possam ser mais saudáveis e enriquecedores para você. Mantenha uma rotina de atenção a você mesmo, medite. Certamente as coisas começarão a ficar mais claras para você.

Namastê!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *