Série Chacras – 1º Chacra: Básico (Muladhara)

Caso não saiba o que são os chacras, veja a explicação aqui antes de dar continuidade na leitura.

Esse é o primeiro chacra, de baixo para cima. Fica localizado na região do períneo (base da coluna), sua função é a sobrevivência física, aterramento, sua cor é o vermelho.

Esse chacra está ligado à nossa base existencial, aos nossos alicerces: o profissional, dinheiro, família, responsabilidades e a tudo aquilo que é fundamental para a nossa existência material.

Sabendo disso, é importante conhecer alguns comportamentos e situações que podem causar o desequilíbrio dele: problemas familiares, falta de dinheiro, desemprego, excesso de responsabilidade assumida, tanto pelo lado pessoal como profissional, etc.

Esse chacra é de enorme importância, pois é onde todos os outros se apoiam. Em nosso corpo,  ele influencia: pernas, pés, ossos, intestino grosso, dentes, vértebras lombares inferiores, glândulas suprarrenais (responsável pelo nosso instinto de fuga ou luta – essas glândulas também atuam no 3º chacra) e as gônadas. Quaisquer problemas nessas regiões denotam um distúrbio no chacra base.

Desequilíbrios do 1º Chacra

Na prática, é muito comum encontrar pessoas com desequilíbrio nesse chacra, já que a rotina moderna implica várias dessas situações que se persistirem, nos leva a desenvolver problemas nessas áreas. Quando a nossa sobrevivência está ameaçada, sentimos  medo. O medo é o sentimento oposto desse chacra que é a proteção e segurança.

Quando o cotidiano nos leva a situações de medo e insegurança, como as citadas a cima (desemprego, falta de dinheiro, desentendimentos familiares, etc), começamos a materializar em nosso corpo os desequilíbrios ligados a esse chacra.

Alguns distúrbios são: indisposição física, falta de vitalidade, dores nas juntas, dor no nervo ciático, torcicolo, falta de ânimo pela vida e entusiasmo, unha encravada crônica, hemorroidas, infecção de rins e bexiga, problemas de peso (para mais ou menos), constipação, anorexia, só para citar alguns.

Equilibrando o 1º Chacra

 

 

 

Nosso primeiro chacra é a base sobre a qual repousa tudo o que fazemos. Ele nos traz a necessidade de despertarmos, de elevar a nossa percepção sobre tudo, nosso chão, corpo e a Terra, onde estamos conectados.

Para estar em equilíbrio com esse chacra é essencial compreender e curar o corpo. Isso passa despercebido para muitas pessoas, mas é preciso a cada ser humano aprender a validar o próprio corpo, o amar, aceitar e sentir o mesmo. A mensagem que o chacra base nos traz é temos o direito de: TER e SER.

Dicas para equilibrar esse chacra

Aterramento

O aterramento é o processo de nos ligarmos na Terra. Dessa forma é feita a troca de energia e regulagem da mesma, que se estiver em excesso, o excedente irá literalmente para a terra e se houver a falta, a pessoa será suprida na medida certa. O aterramento evita que o corpo fique sobrecarregado pelas tensões da vida diária.

É muito fácil fazer isso, é só andar descalço em um jardim com grama, ou se deitar na terra, abraçar uma árvore. Se não estiver próximo à natureza, pode andar com cristais de quartzo junto ao corpo ou bolso da roupa.

Colocar as palmas das mãos no chão, correr, pular, chutar, bater levemente a planta dos pés descalços no chão – um pé de cada vez, fazer exercícios específicos (como no caso de posturas de Yoga).

O aterramento te traz para o momento presente, para o agora, o já, não permitindo ficar divagando fora da realidade (como no caso de quem está vivendo uma realidade conflitante e não sabe lidar com isso), a ponto de se tornar prejudicial essa desconexão.

Exercícios e Cuidados Como Corpo

O zelo consigo mesmo é primordial para que esse chacra esteja em equilíbrio e isso envolve o devido descanso ao corpo, comer bem e de forma saudável, exercícios e dar prazer ao próprio corpo.

Isso pode ser feito através de massagens, banhos quentes, atividade física agradável (que o seu corpo sinta prazer e não aquela que é imposta a ele, lembre-se, a chave para seu chacra ficar feliz é o prazer).

Alimentação

A boa alimentação é fundamental para o bom desempenho desse chacra. A ele é destinada a alimentação mais sólida, mais substancial. O alimento que digerimos é a matéria que se transformará em energia para o nosso corpo.

Então, é notório que tudo aquilo que comemos afeta a nossa produção de energia. Dar prioridade aos alimentos limpos e nutritivos já é um bom começo. O melhor a fazer é estar consciente do que se come e fazer escolhas mais saudáveis.

Optar por evitar os alimentos muito industrializados, ou que contenham açúcares refinados e alimentos vazios, que são os que não trazem nenhum benefício nutricional.

Os alimentos também têm qualidades vibratórias diferentes e podem, de maneira geral ser associadas a cada chacra, como por exemplo, as carnes e proteínas estão mais voltadas a esse chacra e são alimentos bons para o aterramento, mas não devem ser consumidas em excesso, ou deixarão o corpo lento.

Não é necessário e nem obrigatório o consumo da carne se a pessoa não o desejar. Existem outros alimentos ricos em proteínas que podem substitui-la (tofu, feijões, nozes, ovos, laticínios, etc).

Considerações finais

 

Essas são algumas medidas que ajudam a manter em equilíbrio o chacra básico, são as ações que dependem exclusivamente da pessoa fazer por si mesma, gerando vigor, força e disposição, porém, só isso não basta. É preciso ter a nossa base de vida, o nosso alicerce seguro e firme.

As condições familiares, sociais e financeiras entram aqui também. Quando o nosso reino (casa) vai bem, tudo vai bem também, como em um efeito cascata e o mesmo vale para o contrário, se seu mundo começar a cair em ruínas, é só uma questão de tempo para que outras áreas da vida afundem junto.

Esteja atendo a tudo o que envolve a você e a sua estrutura de vida. Se já há sinais em seu corpo, em sua saúde, reflita: Que áreas da sua vida não vão bem? A chave está em solucionar essa situação, pois se só focar no problema, você o terá resolvido ou amenizado apenas temporariamente e em breve voltará, porque a raiz da questão não foi resolvida.

Se for preciso busque ajuda profissional: terapia individual, ou de casal; se o problema for de saúde, procure o médico; se for desemprego, busque ajuda no seu círculo de amigos.

Algumas pessoas quando passam por isso evitam falar no assunto ou mesmo em estar com os amigos, por vergonha ou embaraço, mas esses podem ser uma “ponte” entre você e uma nova recolocação no mercado.

Se esse for o caso, tenha coragem! Assuma o seu direito divino de ser e ter. Você é merecedor de todas as coisas boas pelo simples fato de existir. Assuma o seu poder pessoal e desfrute do melhor que a vida tem a oferecer.

Esse foi um pequeno resumo sobre o 1º chacra, espero que seja útil aos leitores e em breve veremos sobre o 2º Chacra!

 

Namastê!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *